MOSTRAR MAIS...
01 de Março de 2020

INDÚSTRIA 4.0: 2020 PROMETE!!



Estamos em março, Carnaval passou,

2020 chegou, e este é o ano da indústria 4.0!
 
Mas por que isso?
Veja só, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) apontou em setembro passado que tecnologias da indústria 4.0 já estavam inseridas em 7 a cada 10 grandes empresas industriais do Brasil em 2019.
Daí que, conforme o gerente-executivo de Política Industrial da CNI, João Emílio Gonçalves, mesmo que a implementação da indústria 4.0 seja recente no mundo inteiro, existe um senso de urgência na corrida para a 4ª revolução industrial. E o Brasil deve aproveitar seu potencial!indústria 4.0 - implementação gradual pequenas e médias empresas

Em 2020 então, a indústria 4.0 deverá se popularizar, inclusive em indústrias pequenas, de forma gradual. De acordo com a CNI, atualmente ocorre assim: a empresa implementa um projeto pequeno, vê que há ganho de produtividade, e aí parte para outro e vai fazendo isso de forma sequencial. Muitos empresários (e gerentes de produção e manutenção) aproveitam máquinas já existentes e incorporam tecnologias e inteligência às suas estruturas.
Assim, descobrem que fazer parte da indústria 4.0 não se torna algo caríssimo, não precisam ter medo dela, e aproveitam para melhorar sua produção, sua qualidade, seus custos e ganhos!

João Emílio acrescentou ainda que as startups são um tipo de ator-chave nesse processo, atuando como fornecedores de soluções para a indústria.  
 
Para acelerar a indústria 4.0 no Brasil agora já, a Câmara Brasileira da Indústria 4.0 aprovou em setembro de 2019 um plano de ação para o período de 2019 a 2022. Segundo o secretário de Empreendedorismo e Inovação do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Paulo Alvim, "esse plano vai acelerar o processo de capacitação de recursos humanos e disseminar ferramentas para o setor produtivo incorporar tecnologias 4.0". O plano está direcionado em especial às pequenas e médias empresas, sendo que as ações e iniciativas previstas estão divididas em quatro temas:
- Desenvolvimento Tecnológico e Inovação;
- Capital Humano;
- Cadeias Produtivas e Desenvolvimento de Fornecedores;
- Regulação, Normatização Técnica e Infraestrutura.
Para cada um deles estão previstas formas de financiamento e de fomento.
Veja o plano completo aqui.  

Com certeza, o país e em especial o Rio Grande do Sul vai conseguir manter sua competitividade no novo cenário mundial, com as tecnologias da indústria 4.0: Big Data, Internet das Coisas (IoT), automação digital com sensores para controle de processos, Inteligência Artificial (IA), sistemas integrados de engenharia para desenvolvimento e manufatura de produtos.  

Aqui na Spheric, contribuimos distribuindo diversas soluções que ajudam a colocar indústrias de todos os portes e segmentos nos rumos desta 4ª revolução industrial. Acesse lá em cima as abas de Soluções, de Produtos, ou entre direto em contato conosco - vamos encontrar a melhor solução para a sua indústria ser 4.0 ;)

Bjin da Sophi, e #Partiu2020!